top of page
  • Foto do escritorGeoAmbiental Jr.

Impactos do Carnaval no meio ambiente

Atualizado: 19 de fev. de 2023

Ah o carnaval chegando... Aquela época onde tudo é festa, alegria, amizades, o momento em que os brasileiros esquecem das preocupações e querem apenas curtir. Mesmo em épocas festivas, existem coisas que não podemos deixar de nos preocupar, como o aumento da consumação, principalmente de bebidas alcoólicas, que por consequência acabam por aumentar a geração de resíduos sólidos em - segundo o Ministério do Meio Ambiente - 40% a mais cada ano, latinhas, garrafinhas, copos descartáveis e embalagens, aumentam a geração de lixo em até sete vezes. Em 2020, foram recolhidos cerca de 3.500 toneladas de lixo nas cinco maiores capitais do Brasil (São Paulo, Recife, Salvador, Belo Horizonte e Rio de Janeiro).


Se a festa for na rua, como a grande maioria dos bloquinhos nas cidades, as iniciativas de coleta de lixo sobrecarregam-se e muitos desses resíduos ficam nas ruas pelo caminho... E aí, é torcer para não chover e transportar esses resíduos para parques, rios, córregos, ou entupir os bueiros causando alagamentos.


A fabricação de fantasias e roupas sempre tão extravagantes com usos de glitter, purpurina, maquiagens e produtos não recicláveis/não degradáveis, novos tecidos, corantes, tintas, feitos muitas vezes com substâncias químicas, copolímeros de plástico e folículos de alumínio são tão prejudiciais ao meio ambiente quanto podem ser para a saúde do folião. Confetes e serpentinas são vistos pelos ares por todos os cantos, podendo entrar em lugares pequenos e se misturar com outros resíduos, muitos acabam indo para os ambientes aquáticos e desequilibram todo o ecossistema presente.


Parece que toda a diversão está acoplada com a poluição do meio ambiente, então como curtir o carnaval de forma sustentável?

Ao sair para a folia opte por levar seu copo retrátil, sua garrafinha de água e seu canudo. Não compre mais descartáveis e se não for possível, procure utilizar as embalagens de alumínio, pois 98% delas são recicladas no Brasil, enquanto o plástico só é reciclado 16%, e lembre-se de descartá-los corretamente, levando sua sacolinha para não acontecer de jogar lixo na rua. Sempre garanta que os resíduos sejam descartados para pontos que levem à reciclagem.


Antes de adquirir peças de roupas novas para sua fantasia, procure no guarda-roupa ou troque com algum amigo, lembre-se de reutilizar roupas, tecidos e fantasias antigas, recicle-as também: customize-as! Podendo ser, também, uma ótima alternativa para aqueles momentos que precisamos fazer uma economia, não é? Para garantir o look sustentável faça uso de maquiagens sustentáveis, veganas, de matéria-prima natural como o glitter comestível ou biodegradável e recuse adereços produzidos de origem animal como penas e pele.


Os confetes e serpentinas sempre acabam aparecendo nas comemorações, portanto assegure-se de produzi-los por conta própria com papel reciclado, jornais ou revistas e curta o feriadão longe de espaços naturais que são potencialmente poluentes como parques, gramados, jardins, cachoeiras e riachos, entre outros, para que o descarte correto dos confetes seja com os recicláveis, na limpeza ao final da festa.


O meio ambiente não tira feriados e ser sustentável - trabalhar para gerar o menor impacto na natureza - é mais fácil do que muitos pensam, basta ter consciência dos seus atos e ao fazer essas pequenas mudanças os feriados deixarão de causar impactos tão significativos na natureza. Seja feliz com consciência e garanta um futuro melhor para todos!



Fontes:


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page