• GeoAmbiental Jr.

Luz, câmera e….. TRAVOU!? •Dicas de oratória

“Olá, senhoras e senhores, hoje vou lhes apresentar um trabalho…… ele é sobre……é…. hum…… Vixi, deu branco!”

Calma, não se desespere! Se você já passou por uma situação similar porque sente medo de falar em público, saiba que isso é muito comum. Conforme algumas pesquisas consultadas, o medo de falar em público está em primeiro lugar, dentre todos os medos da humanidade.


Até mesmo pessoas que demonstram confiança frente a apresentações públicas, ainda assim, podem se sentir intimidadas ao serem convidadas para tais. O diferencial para se destacar e brilhar nas apresentações é, em primeiro lugar, criar coragem e, em segundo, resolver confrontá-lo.


Para que a confrontação ocorra, aqui vão 3 dicas que podem lhe ajudar a superar o medo e melhorar sua oratória.

  • DICA 1: SINTA-SE PODEROSO!

Não comece a apresentação se desculpando pelos erros que ainda nem aconteceram. Muitas pessoas já iniciam a apresentação comentando o seu nervosismo ou sua falta de habilidade para falar em público. Isso só lhes prejudica, fazendo com que a expectativa com relação à apresentação seja baixa, além de fazer com que o público se atente mais aos erros cometidos, bem como sinta falta de credibilidade no conteúdo a ser passado.


Além disso, uma das técnicas para ganhar segurança, minutos ou segundos antes da apresentação, é fazer poses de poder. Segundo a psicóloga e professora de Harvard, Amy Cuddy, gestos como o de erguer os braços para festejar uma vitória, a pose de super-homem (uma mão na cintura e o outro braço esticado para cima), ou de mulher (levantar o queixo, manter a coluna ereta e colocar as mãos na cintura) são reações que trazem a sensação de confiança e poder e, por isso, foram chamadas de “poses de poder”.





- EXEMPLO DE “POSE DE PODER”.







Conforme pesquisas realizadas por Cuddy, mesmo se praticadas fora de contexto, por poucos minutos, tais posições são capazes de enganar o cérebro e fazer você se sentir empolgado, seguro e confiante.


Para aumentar a confiança no momento da apresentação, é essencial que o traje utilizado seja confortável, pois, dessa forma, o apresentador pode evitar eventuais incômodos ou constrangimentos, com relação à sua vestimenta, durante o acender dos holofotes. Contudo, é importante ressaltar que sua aparência deve passar credibilidade ao público e ser coerente com o contexto da apresentação.

  • DICA 2: CRIE INTIMIDADE COM A APRESENTAÇÃO

Para sentir-se confortável com o momento da apresentação, também é necessário acostumar-se com o local de apresentação, de maneira que ele se torne mais aconchegante e menos intimidador. Assim, no instante de exposição, a insegurança irá diminuir, bem como a ansiedade, possibilitando um início tranquilo de apresentação. Para isso, recomenda-se que chegue com antecedência no local em questão e, se possível, simule a posição em que se encontrará durante o momento chave.


Além disso, voluntariar-se para se apresentar em diversas situações é uma forma de tornar mais frequente essa experiência e, com isso, se familiarizar com o “peso” da responsabilidade que é ser o foco das atenções nessas ocasiões. Essa é uma das dicas mais importantes, porque é um mecanismo para desmistificar a tensão da apresentação: quanto mais vezes praticar, melhor se torna a oratória.

  • DICA 3: A APRESENTAÇÃO É SUA!

Previamente à apresentação, é natural que você tenha um escopo dos pontos principais que serão abordados. Um dos fatores que contribuem para a boa oratória é a segurança com relação ao texto que será apresentado. Isso é importante porque elimina um dos fatores que contribuem para o medo de falar em público, que é o desconhecimento do conteúdo a ser apresentado. Falar com propriedade do assunto a ser tratado é um fator chave para as boas apresentações.


Entretanto, não se desespere caso, durante a apresentação, perceber que alguns pontos não foram expostos, pois isso pode causar confusão para o público, além de demonstrar insegurança. O que se recomenda é dar continuidade à apresentação e, caso consiga se lembrar do assunto ausente, retome-o ao final, de forma natural. Lembre-se: ninguém sabe mais da sua apresentação que você mesmo, pois o público não tem ciência prévia dos itens a serem abordados, muito menos da ordem e profundidade planejadas para trata-los. Por isso, não fique envergonhado caso o planejado não ocorra, haja naturalmente porque a apresentação é sua.

Além dessas dicas, há diversas outras existentes, muito válidas, que também auxiliam a melhorar sua oratória. Por isso, quanto mais você conhecer sobre o assunto, mais fácil será a sua saga de confronto, pois há você pode descobrir vários caminhos para perder o medo de falar em público.

Não vou te iludir e dizer que vai ser simples, porque a dificuldade vai depender de cada um, mas uma coisa eu lhe garanto, por experiência própria: os sentimentos de alívio, satisfação e superação são as melhores sensações que resultam dessa luta contra o medo de falar em público.


Você já sabe por onde começar, então agora é hora de sentir na pele o que estou lhe contando. A saga é árdua, mas a vitória compensa!


Texto por: Aline Akemi Nakata

(18) 3229-5412 

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS 

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle