• GeoAmbiental Jr.

Principais causas dos alagamentos que pararam São Paulo

O mês de fevereiro começou com muita tragédia no estado de São Paulo.Um grande volume de chuvas provocou alagamentos e muito transtorno em diversos pontos. Ao todo estima-se que 142 pessoas estejam desabrigadas e que 516 tenham sido desalojadas.

O temporal que atingiu a grande São Paulo na madrugada da segunda-feira dia 10 foi o mais considerável até agora, somando 114 milímetros, o que, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), representa a 2ª maior chuva para o mês de fevereiro em 37 anos. O volume de chuva acumulado nesses dez primeiros dias do mês já representa 96% da média histórica de fevereiro. Esse temporal desencadeou uma série de alagamentos, deslizamentos,desabamentos e quedas de árvores, que pararam São Paulo.

Apesar do fator climático ter sim uma parcela de culpa nesse cenário, o homem, a má gestão e o mal planejamento também são culpados. Existem duas principais razões pelas quais os alagamentos acontecem: um sistema de drenagem falho, e o desrespeito da área de várzea do curso de um rio.

O primeiro motivo é mais conhecido. É a famosa história dos bueiros entupidos de lixo que acabam não cumprindo sua função, que é, grosseiramente falando, escoar água da chuva e encaminhá-la até canais que a levará aos rios. Devido a isso, a água se acumula na superfície das cidades, impossibilitando vias de serem utilizadas, invadindo propriedades, destruindo patrimônios e arrastando automóveis.

Já o segundo motivo é menos disseminado. Durante o ano todo, diferentes meses possuem diferentes volumes pluviais. Enquanto tende a chover muito durante os meses de janeiro, fevereiro e março, os meses de junho, julho e agosto são conhecidos por suas estiagens. Isso é natural. E os rios tendem a acompanhar esse fluxo, sendo que no verão ficam com os níveis altos e no inverno com níveis mais baixos. Esse espaço nas laterais que o curso do rio tem para se encher e se esvaziar é denominado de várzea ou planície de inundação. Não respeitar essa área, construindo imóveis ou vias, acarreta nas situações que têm ocorrido na grande São Paulo e também no interior.

(18) 3229-5412 

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS 

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle