• GeoAmbiental Jr.

Técnicas para evitar queimadas

As queimadas e incêndios florestais no Brasil alcançam todos os anos dimensões gigantescas. São mais de 300 mil focos de queimadas por ano. Deste total, 85% acontecem em áreas da Amazônia Legal. Na sua grande maioria, as queimadas constituem-se em prática agrícola usual, utilizadas para controle de pragas, limpeza de áreas para plantio, renovação de pastagens e colheita da cana-de-açúcar. A legislação permite a prática com esse fim, mas controlada e orientada pelos órgãos ambientais.


Se de um lado a queimada facilita a vida de parte dos agricultores trazendo benefícios a curto prazo, de outro, ela afeta negativamente a biodiversidade, a dinâmica dos ecossistemas, aumenta o processo de erosão do solo, deteriora a qualidade do ar e provoca danos ao patrimônio público e privado, prejudicando a sociedade.


De janeiro a agosto de 2019 o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) registrou 74.155 focos de incêndio, o maior número em sete anos. O IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) relaciona esse dado com o aumento do desmatamento. Há também registro de incêndios em áreas de proteção.


As queimadas e o desmatamento são responsáveis por 75% das emissões de gases do efeito estufa no Brasil. Além disso, o fogo danifica o solo e prejudica a recuperação do ecossistema local.


Com a chegada do verão aumentam os cuidados para a prevenção das queimadas, são elas:


1. Jogar bitucas de cigarro no chão.

Evite jogar bitucas de cigarro acesas no chão. Procure locais específicos de descarte, como coletores espalhados pela cidade. Ou simplesmente jogue-os apagados em uma lata de lixo, mas nunca no chão, muito menos próximo à grama ou vegetação de qualquer tipo.

2. Não solte balões.

Balões são um dos principais motivos para enormes incêndios florestais. Eles também colocam em risco a vida de centenas de pessoas que caírem em áreas urbanas, onde podem interromper até mesmo o fornecimento de energia elétrica por danificarem os fios. Evitar balões é uma das principais formas de evitar as queimadas.

Soltar balões é crime previsto no Art. 42 da Lei de Crimes Ambientais!


3. Não acenda fogueiras próximo à vegetação.

Em algumas regiões do Brasil é comum que fogueiras sejam acesas em noites frias, mas elas são um risco. Principalmente se forem montadas em áreas próximas à vegetação seca e pastagens, o que pode ocasionar em um gigantesco incêndio.


4. Evitar queimar móveis ou lixo.

Para se desfazer de lixo, muitas pessoas preferem queimá-lo a descartá-lo da forma correta com o auxílio de limpeza urbana. Descarte o lixo de forma correta!


5. Se possível capine a área perto de sua casa.

Se você mora em áreas com alta vegetação, diminua o risco de queimadas capinando faixas de terra próximas à sua propriedade. O risco de queimadas é maior em propriedades cercadas com vegetação bruta, sem qualquer contenção.


6. Evitar fogos de artifícios.

Além dos perigos que os fogos de artifícios podem causar à saúde como queimaduras e mutilações, os famosos rojões também podem causar queimadas. Os fogos devem ser disparados em locais afastados de pessoas, áreas elétricas e árvores.


Queimadas prejudicam o meio ambiente e a saúde humana

As queimadas diminuem a fertilidade dos solos, tornando as lavouras menos produtivas, e comprometem a qualidade da água, pois destroem as matas ciliares que são a proteção dos rios, riachos, córregos e ribeirões, contribuindo para a ocorrência de seca e a baixa umidade relativa do ar. Estudos científicos comprovam que as queimadas são a segunda maior causa para o aumento do efeito estufa e do aquecimento global.

O fogo também acaba levando para dentro das residências, cobras, escorpiões, aranhas, ratos, entre outras espécies que estão fora do seu habitat natural, que podem causar acidentes aos seres humanos.


O que fazer em caso de queimadas?

Em casos de incêndios próximos a residências ou em áreas de vegetação isoladas, o melhor a fazer é chamar os bombeiros através do número 193. Informe a localidade, se possível em detalhes, para que os profissionais cheguem a tempo para conter as chamas. Nunca tente apagá-las você mesmo! Afaste-se imediatamente e espere o auxílio chegar.


Fontes:

Como evitar as queimadas e proteger o meio ambiente – Revista Seleções (selecoes.com.br)

SEMIÁRIDO: Cartilha da EMBRAPA ensina técnicas para reduzir as queimadas (nossosemiarido.blogspot.com)

BDQueimadas - Programa Queimadas - INPE

Queimadas prejudicam o meio ambiente e a saúde humana – Portal VivoVerde



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo